Compostos fluorados e produtos farmacêuticos – qual é a conexão?

Nos últimos anos, muitas pesquisas farmacêuticas concentraram-se no uso de compostos fluorados. De fato, por volta de 1990, aproximadamente 220 produtos farmacêuticos fluorados estavam em uso, compreendendo quase 8% do mercado de drogas sintéticas. Desde então, o uso de produtos farmacêuticos fluorados aumentou rapidamente. Esses compostos fluorados desempenham um papel cada vez mais importante na indústria farmacêutica moderna e atualmente estima-se que 30% a 50% de todos os produtos farmacêuticos contêm produtos químicos fluorados. 

Usos Farmacêuticos Atuais de Compostos Fluorados 

Os compostos fluorados estão presentes em uma ampla variedade de produtos farmacêuticos, incluindo os seguintes tipos de produtos:  

 Anestésicos gerais 

 Antiácidos 

 Medicamentos antifúngicos e antibióticos Medicamentos antidepressivos, anti-psicóticos e anti-ansiedade 

 Esteróides e agentes anti-inflamatórios 

Medicamentos antimaláricos 

 Agentes redutores de colesterol 

Agentes quimioterapêuticos para tratamento do câncer  

Um olhar mais atento a algumas aplicações farmacêuticas comuns 

Dois dos antidepressivos mais comumente prescritos contêm compostos fluorados. Estes são o Prozac e o Paxil, o terceiro e o quinto antidepressivos mais prescritos nos Estados Unidos, respectivamente. Ambos são conhecidos como inibidores seletivos da recaptação de serotonina", o que significa que funcionam impedindo a transmissão pré-sináptica de serotonina para os neurônios somáticos. Isso significa que Prozac e Paxil disponibilizam níveis aumentados de serotonina para estimular neurônios no cérebro, reduzindo assim os sintomas de depressão. Allcross Planos de saude Recife